E aí, Geeks?
Como vocês estão? Eu estou ótima, a mil por hora esses dias pra conseguir cumprir o beda direitinho. Como você já deve ter visto o post de hoje é literário, e vou falar sobre um livro que eu recebi da "parceria" com Editora Record, que por sinal é muito bom, pois eu devorei ele super rápido. Todo mundo sabe que Warcraft teve o filme que saiu a pouco tempo e a maioria de vocês, como eu, já deve ter visto. Eu achei o filme muito bacana, mas a minha opinião é baseado apenas na história do filme, pois nunca tive oportunidade de experimentar o jogo Warcraft.


Vamos então falar do livro agora. Este é o meu primeiro post sobre livros que eu vou dar spoilers pra galera, então se você ainda não leu o livro ou viu o filme, porque o livro é exatamente igual ao filme, afinal o livro é do filme, e não o filme do livro, não continue lendo esta postagem pra não levar spoiler na cara.


A historia é sobre quando os Orcs foram parar no mundo dos humanos depois que o mundo deles morreu. Os principais personagens são o Orc Durotan, O Guerreiro Lothar, a Meio-orc Garona e O Guardião Medivh. O livro é narrado na terceira pessoa, o que torna a leitura bem dinamica, pulando de um personagem pro outro e fazendo com que o leitor consiga ter uma visão melhor daquele momento da história. Eu, particularmente, adoro esse tipo de narrador observador, porque facilita entendimento dos fatos.

A narração gira em torno da luta dos humanos para defender o mundo deles dos orcs, que vieram através de um portal tentar o mundo dos humanos. Com ajuda da vileza, um poder das trevas, os Orcs que já são fortes e grandes, se tornaram mais poderosos ainda, e os humanos tentam combater os inimigos como podem.



Neste meio termo muitas coisas acontecem, mas tiveram alguns pontos bombásticos da historia que eu não consegui pegar durante o filme ( não sei se foi porque eu estava desatenta, se foi, me ajudem, kkk), vou tentar ver o filme depois de novo depois para ter certeza, mas foram acontecimentos importantes do desenvolvimento da trama que eu só entendi no livro.

Primeiro, quando o mago banido Hadggar mostra aquela rabisco num pergaminho de como os Orcs que conseguiram passar pelo portal, eu não entendi nada daquela figura. Mas no livro eles explicam bem que os Orcs não conseguiram entrar sozinhos pelo portal, eles foram convidados por alguém que estava no mundo para entrar. Depois no final eles descobriram que quem convidou os Orcs foi o Guardião Medivh.


Depois, teve aquela parte em que, Orgrim, Martelo da Perdição, segundo líder dos Lobos de Gelo, foi quem traiu Durotan e contou para o Mão Negra das intenções dele. Eu sei que estava meio na cara, mas como eu não sou muito boa de fisionomia, não entendi que ele que tinha sido o traidor, até que ele foi chamado assim no livro. Mesmo depois do filme acabar eu ainda continuava me perguntando, "mas o que foi que aconteceu naquele encontro?".

E a coisa mais bombástica de todas, por que muda todo o sentido da história na minha cabeça, era que a Garona, a Meio-Orc, é filha do Guardião Medivh. No livro depois que ele manda a Garona pelo teletransporte pra encontrar como Lothar depois do filho dele ter morrido, Medivh agradece ao Tristão por permitir que ele passasse algum tempo com a filha.



Esses foram os três pontos que eu achei interessante ressaltar, pode até ser pela minha infinita lerdeza eu deixei passar batido, mas pode ter acontecido com outras pessoas também. Além disso tem várias outras coisas que você sempre tem como perceber melhor no livro. As sensações e as emoções, o pensamento do personagem, que, às vezes, não tem como o ator interpretar de uma maneira que você consiga entender.
Eu adorei o livro, li super rápido e olha que eu sempre tenho um pouco de preguiçosa quando se trata de livros que eu já vi o filme. Por esse motivo eu sempre prefiro ler o livro primeiro.



Deixe um comentário